testo


Sejam bem vindos todos que aqui chegarem!
Nós agradecemos a sua presença.
Este Portal tem como propósito servir amorosamente e colaborar
para o aprimoramento e desenvolvimento pessoal e espiritual do ser.
Fatima dos Anjos

Bem Vindos ao Portal Arco Íris

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Onde estiver seu foco, estarão seus sentimentos. O QUE VOCÊ SENTIR, VOCÊ VAI ATRAIR Liam de Melo 24 de abril de 2017


Faça perguntas! São elas que movem o mundo. 

São elas que mostram onde está seu coração, sua atenção, seus anseios, sua fome, seu foco. 

Onde estiver seu foco, estarão seus sentimentos. O que você sentir, você vai atrair.

A segunda lição de Abraão: o sacrifício

Estamos vivendo em um grande teatro. 

É uma das afirmações mais verdadeiras que fiz, provavelmente, na minha vida. Nós estamos num palco. Todos nós.
Descobrir se esta afirmação é verdadeira ou falsa é muito fácil: em algum momento da vida, ou, nem precisa ser tanto tempo assim, em algum momento do dia de hoje, você deixou de fazer algo que realmente queria por causa dos outros? 

Etiquetas, códigos, “bons costumes”, regras, leis, etc.? 

Se sim: sorria, você está atuando! Você faz o papel de um personagem escolhido e determinado pela sociedade, por outros, gente que você nem conhece, estranhos!

O texto, Você não vai prosperar enquanto não for fiel à sua essência e enquanto não sair da cultura “errada”., disparou alguns comentários de “egoísta” e “arrogante”. 

E eu os entendo. Nosso povo chegou num ponto onde cuidar de si é egoísmo, é algo errado. 

Estamos tão acostumados a ‘“viver”” o personagem, que quando voltamos a nós mesmos, o Eu verdadeiro, geralmente, a recepção é meio com lágrimas. 

Já percebeu isto? 

Quando alguém pergunta – com interesse em saber realmente como você está – sobre você, e você sente que é uma pergunta verdadeira, que você não precisa atuar, pode abaixar as armas e ser você, você respira fundo, toma uma dose ou duas de coragem, e chora. 

Você está cansado de atuar, cansado de ter que esconder dores, de disfarçar, de fingir, está cansado de ouvir críticas e insultos. 

Você tenta ser forte, mas parece que, quando veem que você está lidando bem com tudo, eles aumentam o peso, dobram a aposta, e você se sente fraco de novo. 

Força risos. Finge. Atua. Foge. Daí o choro quando você pode ser você, não é drama, não é exagero, é simplesmente uma manifestação sincera do corpo, a primeira depois de muito tempo, uma manifestação que nem sempre pode acontecer com palavras, então, lágrimas entram em cena.

De todas as pessoas que conheci e que tinham algum tipo de vício, nenhuma era pela substância em si, mas sim pelo fato de ela proporcionar um momento de fuga da (dura) realidade.

Meus amigos, chega um ponto na vida em que precisamos tomar uma decisão. 

A indecisão não serve mais. 

Ficar em cima do muro é não ficar em lugar algum. 

E inevitavelmente, toda, absolutamente toda e qualquer decisão que você fizer terá um sacrifício. 

Escolher este é abrir mão daquele. 

Sacrifício torna-se sinônimo de prioridade.

Quais são as suas prioridades?

O que você tem escolhido?

Quais têm sido os seus sacrifícios?

Se você puder anotar estas respostas em um papel, você vai ter uma intensidade maior de autoconhecimento.

O sacrifício de Isaque mostra, acima de tudo, a obediência de Abraão. 

A mensagem aqui, contudo, é muito mais profunda. 

As opções de Abraão eram: 

A) continuar com (a vida de) Isaque. 

E B) continuar com o pacto com Deus. O filho amado versus a parceria com seu novo Deus.

Religiosidade à parte – cada um interpreta a cena como quer –, Abraão nos ensina o que a Vida vem tentando nos ensinar repetidamente: decida! Sacrifique!

Você não vai chegar a lugar algum se não tiver um objetivo muito claro e muito bem definido. 

Ponto. 

E. Uma vez que você tem um objetivo, você terá de tomar decisões importantes para chegar até ele, e isto envolve sacrifícios.

Você pode conhecer alguém bacana, amar esta pessoa, ela pode te fazer bem, e você a faz feliz. 

Vocês têm lá seus problemas e divergências, mas… Quem é que não? 

Só que quando você é sincero consigo mesmo, quando você faz as perguntas certas, descobre que ela não é a pessoa certa pra você. 

Vocês estão se iludindo, estão com medo, usando um ao outro, vivendo na zona de conforto e empurrando com a barriga. 

Você sonha em ser comissária de bordo; muitas cidades, muitos países, culturas, aventuras, novidades… 

E ele é preso ao das 8 às 17, mesa, escritório, de segunda à sexta. 

Você quer filhos, ele odeia criança…

Atenção! Não estou dizendo que as diferenças são motivos para separação. 

Não é isto. 

Estou falando de alguém que entrou na sua vida e está te tirando da sua rota para o objetivo de vida, alguém que está te afastando dos seus sonhos, podando a sua natureza. 

A vida é curta. O mundo tem sete bilhões de pessoas. Nunca, na história, fomos tão numerosos assim. 

A sociedade te poda, a religião te poda, as leis te podam… Será que dentre as sete bilhões de pessoas, esta é A pessoa? Será que o destino errou tão feio assim com vocês?

Esta pessoa te faz crescer? Você sonhava em ser empresária, e agora se vê “obrigada” a ser dona de casa? 

Pode ser também uma empresa. Esta empresa te faz ser melhor? 

Você buscava qualidade de vida, e agora mal tem tempo para si? 

Esta religião te aproxima mesmo de Deus? 

Ou você esconde dúvidas e coisas com as quais discorda debaixo do tapete? 

Suas decisões te fazem ser mais você ou mais o personagem? 

Quem é você?

Faça perguntas! São elas que movem o mundo. 

São elas que mostram onde está seu coração, sua atenção, seus anseios, sua fome, seu foco. 

Onde estiver seu foco, estarão seus sentimentos. O que você sentir, você vai atrair.

Abraão tinha um propósito muito bem estabelecido: ele decidiu ser fiel e leal a Deus, decidiu honrar e levar a sério o pacto com Deus, e nada, nada, nada no mundo, nem mesmo o seu amado filho, o fez hesitar e se afastar de seu propósito. 

Se você não conhece o desfecho desta história, está em Gênesis. 

Mas há algo muito mais importante do que isto: você e o seu propósito.

Qual é?

O que te move? 

O que te toca lá no âmago? 

O que você faria de graça, todos os dias e para todo o sempre sem perder o entusiasmo? 

No que você é bom? 

O que você faz (quer fazer) que vai ficar de legado para as próximas gerações? 

Quais são as suas contribuições para o mundo, para as pessoas, para a vida?

Faça perguntas! Encontre o caminho, tome as decisões, ouse sacrificar seus “filhos” por um bem maior. 

Abraão não conquistou o que conquistou única e exclusivamente pela graça divina, ele decidiu, comprometeu-se e sacrificou. 

Decisão. Comprometimento. Sacrifício. 

Se você quiser ser uma benção, pare de perder tempo, afaste-se o máximo que puder do personagem, aproxime-se de você, da essência, descubra onde está seu foco, determine uma meta, a melhor da sua vida, e viva por isto. 

Não pare, nem por um segundo, por nada e por ninguém. 

Egoísmo de novo? Não. 

Abraão só pôde dar bênçãos porque ele tinha bênçãos. Você só poderá dar o-que-quer-que-seja quando você tiver isto. 

Quer doar aos pobres? Tenha dinheiro. 

Quer doar amor? Seja amado. 

Quer cuidar dos outros? Cuide de você. 

Quer ajudar o outro a levantar? Esteja de pé. 

Quer olhar para o outro? Olhe para si.



Liam de Melo 
Ex-comissário de voo, e quase foi piloto comercial.Não encontrou espaço no céu, mas encontrou um universo dentro de si. Escritor, filósofo por natureza, blogueiro, sonhador (mas não sou o único), amante dos livros e colaborador da Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas. Quem sou eu? Apenas um garoto que busca ser uma pessoa melhor no seu dia-a-dia e gosta de compartilhar suas lições.

Um comentário:

  1. Parabéns! Nossa onde vc estava todo esse? Como faço para te acompanhar. Foi Deus que te colocou em meu caminho, já estava perdendo minhas forças, por está(estava) passando um momento sentimental difícil. Obg por vc existir.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...