testo


Sejam bem vindos todos que aqui chegarem!
Nós agradecemos a sua presença.
Este Portal tem como propósito servir amorosamente e colaborar
para o aprimoramento e desenvolvimento pessoal e espiritual do ser.
Fatima dos Anjos

Bem Vindos ao Portal Arco Íris

domingo, 19 de fevereiro de 2017

A ENERGIA ETÉRICA DA LUZ

A ENERGIA ETÉRICA DA LUZ
Mensagem de Owen Waters
19 de Fevereiro de 2017
Quando falamos de enviar luz ao mundo, estamos nos referindo a uma energia sutil, capacitada e condicionada pela intenção espiritual.
A energia etérica é a energia vital. É a energia que passa do curador espiritual para o paciente. É a vitalidade ou força vital contida no ar, na água e nos alimentos. É a energia misteriosa que fortalece a interminável órbita de elétrons em seus átomos e planetas ao redor dos seus sóis. Mais sutil do que a eletricidade, a energia etérica é a força vital que flui para nós a partir do Sol, energizando e motivando todas as formas de vida.
A energia etérica foi conhecida por muitos outros nomes – prana, energia vital, força vital, chi ou qi, força vital universal, eletricidade fria, energia escalar, força ódica, energia tachyon, energia radiante. E a lista continua...
Os cosmólogos – cientistas que estudam a estrutura do universo – estão realmente no rastro da energia etérica. Eles têm detectado a sua presença no cosmos através de seus efeitos colaterais gravitacionais, mas eles não foram capazes de vê-la, então, chamam-na de “energia escura”. A existência da energia escura – e sua matéria relacionada - é um dos grandes mistérios, sem resposta, da ciência de hoje. De acordo com os movimentos observados das galáxias, calcula-se que 23% do universo consistem de matéria escura e que 73% do universo consistem de energia escura.

O universo, ao que parece, está cheio de invisíveis. Pelo menos, às capacidades limitadas dos olhos físicos. Quando um cosmólogo olha para um céu noturno e claro, pergunta-se onde estão toda a energia e matéria perdida na obscura escuridão das profundezas do espaço. Seria uma surpresa para eles se eles soubessem que um clarividente – uma pessoa que desenvolveu a habilidade de ver energias sutis – vê o mesmo céu noturno de forma muito diferente.

Pode parecer não convencional, e até mesmo rebelde à tradição, sugerir que um cientista deva perguntar a um clarividente o que ele percebe, mas isto já foi feito antes, e com resultados inovadores. Por exemplo, em meados de 1800, um dos principais pesquisadores de todos os tempos fez exatamente isto. Carl von Reichenbach tinha ouvido que os clarividentes podem ver uma energia sutil da qual a ciência não tinha consciência. O fato de que ele, como a maioria das pessoas, não tinha visão clarividente, não o dissuadiu. Uma complicação tão pequena não deveria ser um obstáculo para a sua curiosidade e o seu desejo de compreender esta nova forma de energia.

Assim, para os seus experimentos, ele contratou um grupo de clarividentes qualificados para lhe descrever o que eles podiam ver. Ele catalogou a aparência e o comportamento da energia etérica, o que ele chamou de “força ódica” em torno de substâncias como ímãs, cristais, madeira e metais.

Hoje, um cosmólogo poderia, se ele se atrevesse a ser tão aventureiro, perguntar a um clarividente qualificado o que ele vê no, céu noturno claro. O clarividente relataria que ele vê as energias etéricas que surgem através do universo. Para sua percepção sutil, a energia etérica não aparece na mínima escuridão. Na verdade, brilha intensamente com a luz de sua própria energia vital. Para eles, o céu noturno está cheio de uma brilhante interação de pura e mágica luz etérica.

A energia etérica é um dos três tipos fundamentais de energia no universo. Estas três energias são elétricas, magnéticas e etéricas. A energia elétrica opera em um ângulo reto com a energia magnética. A terceira energia da Criação, a energia etérica, opera em outro ângulo reto com as outras duas.

A matéria física é feita a partir do eletro-magnetismo, que é a interação das energias elétrica e magnética. A matéria etérica é quase física, ou seja, sólida apenas aos sentidos sutis, e é feita a partir de etero-magnetismo, que é a interação de energias etéricas e magnéticas.

A energia etérica e a matéria etérica são os componentes ausentes na cosmologia de hoje. A energia etérica é a misteriosa "energia escura" e a matéria etérica é a misteriosa "matéria escura". Saber que ela pode ser vista pelos sentidos sutis certamente a torna uma candidata mais imediata para estudo e pesquisa.

As possibilidades de investigação neste campo incipiente são quase ilimitadas. Por exemplo, muitos dos experimentos de Nikola Tesla envolveram uma estranha e nova forma de energia que ele chamou de "eletricidade fria". Quando seus experimentos são revisados à luz de que a eletricidade fria nada mais é do que a energia etérica, então, eles começam a fazer muito mais sentido.

A energia etérica é a terceira energia da Criação. Não é uma forma de eletricidade. Energia etérica e energia elétrica compartilham o vínculo comum de interagirem com a energia magnética. Elas trazem à vida a estrutura magnética do espaço quando se entrelaçam com ele para invocar a energia física eletromagnética e energia etero-magnética quase física.

Para aqueles nas antigas tradições de cura, a energia etérica é a força vital da acupuntura, qigong, Reiki e outras formas de práticas de apoio à vida. Para o trabalhador da luz de hoje, é o meio através do qual podemos nos transformar e curar o mundo usando a Técnica do Amor e da Luz.


Direitos Autorais:
Owen Waters é o autor de Love, Light Laughter:
The New Spirituality, disponível em livro impresso ou como e-book em: http://www.infinitebeing.com/ebooks/love.htm

Fonte: http://www.infinitebeing.com/ 
Tradução: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...